Ciro Cardoso e a Economia Pré-Capitalista: traços de um intelectual sistematicamente polêmico.

Resumen

Ao longo de sua carreira acadêmica, Ciro Cardoso dedicou-se a diferentes áreas da pesquisa histórica, dos futuros da Ficção Científica ao passado remoto da Antiguidade, passando pela música, cinema e pela história da América entre outros assuntos. Nos últimos 25 anos de sua vida, todavia, dedicou-se majoritariamente à História Antiga e, mais especificamente, à Egiptologia. Independentemente do tradicionalismo deste campo, trataremos de demonstrar como Cardoso notabilizou-se pela coerência de sua perspectiva militantemente marxista e, consequentemente, manteve como eixo a negação perspectivas modernizantes nas estruturas sociais da Antiguidade, que acabam por naturalizar o capitalismo como uma essência humana.

Descargas

Los datos de descarga aún no están disponibles.

Biografía del autor

Fábio Afonso Frizzo de Moraes Lima, Universidade Estácio de Sá Universidade Cândido Mendes
Doutor em História Social do Antigo Egito e Professor de História Antiga e Teoria da História.

Citas

Cardoso, C. & Brignoli, H.(1983) Os métodos da história: introdução aos problemas, métodos e técnicas da história demográfica, econômica e social. Glória, Rio de Janeiro, RJ, Brasil: Graal.

Cardoso, C. (1986). Les communautés villageoises dans l’Égypte ancienne. Dialogues d’histoire ancienne, v. 12, n. 1, p. 9–31.

Cardoso, C. (1987). Uma Interpretação das Estruturas Econômicas do Egito Faraônico. Tese de Professor Titular. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Cardoso, C. (1993) Hekanakht: Pujança Passageira do Privado no Egito Antigo. Tese de Professor Titular. Niterói: Universidade Federal Fluminense.

Cardoso, C. (2003). A economia e as concepções econômicas no Egito faraônico: síntese de alguns debates. História Econômica & História de Empresas, v. 6, n. 1.

Cardoso, C. (2011). Existiu uma “Economia Romana”? Phoenîx, v. 17, p. 15–36.

Cardoso, C. (2011b). Marx e Engels: história e economia política. Aspectos gerais e considerações sobre um tema específico, relativo à antiguidade clássica: a circulação de mercadorias. En: A. Carvalho .(Org.). Economia Antiga: História e Historiografia (pp. 13-18). Vitória da Conquista: Edições UESB.

Cardoso, C. (2011c) História e Paradigmas Rivais. Em: C. Cardoso. & R. Vainfas (Orgs.). Domínios da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Elsevier Campus.

De Araújo, S. & Lima, A. (2012). Um Combatente pela História: professor Ciro Flamarion Cardoso. Niterói: Vício de Leitura.

Eyre, C. (1997) Peasants and “Modern” Leasing Strategies in Ancient Egypt. Journal of the Economic and Social History of the Orient, v. 40, n. 4, p. 367–390.

Kemp, B. (1992) El antiguo Egipto: anatomía de una civilización. Barcelona: Crítica.

Polanyi, K. (1976) La Economia como Actividad Institucionalizada. (pp. 289-352) En: C. Arensberg; H. Pearson; K. Polanyi (Orgs.). Comercio y mercado en los imperios antiguos. Barcelona: Labor.

Polanyi, K. (2012) A Subsistência do Homem e Ensaios Correlatos. Rio de Janeiro: Contraponto.

Warburton, D. (1997) State and economy in ancient Egypt : fiscal vocabulary of the New Kingdom. Fribourg Switzerland: University Press Fribourg ; etc; Göttingen.

Warburton D. (1998) Economic Thinking in Egyptology. Studien zur Altägyptischen Kultur, v. 26, p. 143–170.

Wood, E. (2003) Democracia contra capitalismo: a renovação do materialismo histórico. São Paulo: Boitempo.
Publicado
Jun 15, 2017
Cómo citar
Frizzo de Moraes Lima, F. (2017). Ciro Cardoso e a Economia Pré-Capitalista: traços de um intelectual sistematicamente polêmico.. Sociedades Precapitalistas, 6(2), e015. doi:10.24215/22505121e015
Sección
Artículos

Palabras clave

Ciro Cardoso; Historiografia; Marxismo